2ª Conferência Luso-Brasileira sobre Acesso Aberto promoveu mais e novos desenvolvimentos Open Access em Portugal e no Brasil

Decorreu nos dias 24 e 25 do passado mês de Novembro no Rio de Janeiro, a 2ª Conferência Luso-Brasileira sobre Acesso Aberto que contou com a participação de mais de 120 participantes e com a apresentação de 35 comunicações e 17 posters. O evento foi antecedido com a realização de três oficinas pré-conferência dirigidas pela equipa dos Serviços de Documentação da Universidade do Minho e dedicadas a três áreas de formação no domínio dos repositórios: 1ª) Interoperabilidade, normas, diretrizes e qualidade dos repositórios (com a colaboração de Alicia Lopez Medina da COAR), 2ª) Promoção, disseminação e marketing de repositórios institucionais, 3ª) Definição, implementação e monitoramento de políticas institucionais de Acesso Aberto.

O evento iniciado com a mensagem de abertura de Pedro Veiga, Presidente da FCCN e de Maria Carmen Romcy de Carvalho, IBICT, teve o seu primeiro momento significativo com a mesa redonda dedicada ao debate das “Políticas de Acesso Aberto”, com intervenções de Angélica Miranda da Universidade Federal do Rio Grande e de Eloy Rodrigues da Universidade do Minho, mais tarde complementadas com a mensagem vídeo de Alma Swan, da EnablingOpenScholarship (EOS), enviada propositadamente para a Conferência, onde ficou bem clara e reforçada pela intervenção de vários dos participantes, a necessidade do aprofundamento das políticas de acesso aberto como componentes estratégicas das Universidades e Instituições de Investigação.

O evento contou com a apresentação de vinte comunicações aprovadas pela comissão científica, onde ficou patenteado o desenvolvimento de várias iniciativas Open Access nas instituições de Portugal e Brasil, com avaliação de resultados do trabalho levado a cabo no âmbito de repositórios institucionais e temáticos e igualmente de projetos ligados a publicações em livre acesso, e onde se perspetivaram iniciativas com vista ao futuro da informação, publicação e dados científicos em acesso aberto.

Os projetos apresentados e dinamizados pelo IBICT no Brasil e FCCN em Portugal (OASIS Br, DIADORIM, RCAAP, Blimunda, Diretório Luso-Brasileiro), bem como a mesa redonda dedicada às Redes de Acesso Aberto, com o contributo de Alicia López Medina – COAR e de Malgorzata Lisowska – Projeto CLARA, reforçam a necessidade das iniciativas conjuntas e a dinamização de atividades transnacionais no domínio da informação científica na Europa e América Latina, e a pertinência da própria Conferência Luso-Brasileira que reúne as comunidades brasileiras e portuguesas no desenvolvimento de atividades de pesquisa, gestão de serviços e definição de políticas relacionadas com o acesso aberto ao conhecimento científico.

O evento encerrado com a presença de Bianca Amaro, IBCIT e João Gomes, FCCN, teve as mensagens de Maria Carmen Romcy de Carvalho e Pedro Guedes de Oliveira e contou com o anúncio da próxima conferência para 2012 na Universidade Nova de Lisboa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s