9ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto – chamada de trabalhos

A 9ª Conferência-Luso Brasileira de Acesso Aberto (ConfOA) regressa a Lisboa em 2018. Este ano, a instituição que irá acolher a 9ª ConfOA é o ISCTE-IUL, uma prestigiada instituição universitária portuguesa, com uma já longa atividade no domínio do Acesso Aberto. A 9º Conferência-Luso Brasileira de Acesso Aberto realiza-se nos dias 2 e 3 de outubro (com workshops pós-conferência previstos para 4 de outubro), no campus do ISCTE-IUL no centro de Lisboa.

Mantendo o tema da ConfOA anterior “Do Acesso Aberto à Ciência Aberta”, a 9ª ConfOA pretende consolidar o alargamento do âmbito da Conferência, considerando o Acesso Aberto como um componente central, e uma condição indispensável, da Ciência Aberta, que abrange várias outras dimensões. A ConfOA pretende reunir as comunidades portuguesa, brasileira, bem como dos restantes países lusófonos, que desenvolvem atividades de investigação, desenvolvimento, gestão de serviços e definição de políticas relacionadas com o Acesso Aberto ao conhecimento e com todas as outras vertentes da ciência aberta. A ConfOA assume-se como o espaço privilegiado para promover a partilha, discussão e divulgação de conhecimentos, práticas e investigação sobre estas temáticas, em todas as suas dimensões e perspetivas.

Assim, convidamos a comunidade a apresentar propostas de trabalhos sobre os seguintes temas:

  • Acesso Aberto e Dados de Investigação Abertos: sistemas, políticas e práticas
    • Repositórios digitais – institucionais, temáticos, de dados de investigação ou de património cultural
    • Revistas científicas de Acesso Aberto e tendências na comunicação e divulgação científica
    • Publicação institucional em Acesso Aberto
    • Definição, análise e avaliação de políticas institucionais e de financiadores
    • Modelos e padrões de metadados
    • Preservação Digital
    • Direitos de autor e Acesso Aberto
  • Ciência Aberta e outras expressões de conhecimento aberto
    • Ética, Integridade da Investigação e RRI (Responsible Research and Innovation /Investigação e Inovação Responsáveis)
    • Modelos tradicionais e alternativos de avaliação da Ciência (bibliometria e métricas alternativas)
    • Ciência cidadã
    • Dados governamentais abertos
    • Desenvolvimento e comunidades de software livre para a promoção do Acesso Aberto e da Ciência Aberta
    • Outras práticas de conhecimento aberto (educação aberta)
  • Gestão de informação de Ciência e Tecnologia
    • CRIS – Sistemas de Gestão de informação de Ciência e Tecnologia
    • Interoperabilidade entre sistemas de informação de apoio à atividade científica e académica
    • Normas e diretrizes
    • Identificadores persistentes

Acolheremos propostas sobre estes temas, bem como outros temas relacionados com os aspetos políticos, sociais, organizativos ou técnicos relacionados com o Acesso Aberto e a Ciência Aberta.

Processo de apresentação de propostas

Comunicações (Apresentação oral de 15 minutos)

As propostas para comunicação devem ter um mínimo de 2 páginas e um máximo de 4 páginas (ver e utilizar o modelo de proposta de comunicação). As propostas devem apresentar investigação ou desenvolvimento originais, privilegiando-se os trabalhos que relatem casos gerais (ou seja relativos a mais do que uma instituição ou sistema) e/ou que tenham relevância para uma audiência alargada.

As propostas com qualidade e relevância que não possam ser aceites como comunicações, poderão ser consideradas para apresentação como Pecha Kucha ou Póster.

Pecha Kuchas

Os Pecha Kucha são apresentações de 7 minutos, com não mais de 24 slides. As propostas deverão ter um mínimo de 1 página e um máximo de 2 páginas (ver e utilizar o modelo de proposta de Pecha Kucha). As propostas de Pecha Kucha podem apresentar trabalhos de investigação e desenvolvimento recentes ou em conclusão, e eventualmente casos concretos e localizados, mas com interesse e relevância geral.

As propostas com qualidade e relevância que não possam ser aceites como Pecha Kucha poderão ser consideradas para apresentação como Póster.

Painéis

As propostas de painel deverão ter um mínimo de 1 página e um máximo de 2 páginas (ver e utilizar o modelo de proposta de painel). As sessões de painel devem versar sobre temas e assuntos (das tecnologias às políticas) que tenham potencial interesse para a maioria dos participantes na ConfOA. Os painéis devem incluir diversos participantes como apresentadores (e desejavelmente com diversidade de pontos de vista, contextos, etc.). O painel deve prever tempo para pequenas apresentações dos integrantes do painel, e tempo para discussão com a audiência. O tempo total do painel será de 90 minutos.

Pósteres

Convidamos a apresentação de propostas de pósteres, que devem ter 1 página (ver e utilizar o modelo de proposta de póster), que servem para apresentar trabalho ainda em desenvolvimento ou experiências locais. Os pósteres serão exibidos em formato papel ou formato digital (serão dadas indicações e instruções para a apresentação dos pósteres após a aceitação das propostas), e serão apresentados oralmente na sessão “O meu Póster num minuto”.

Workshops e Tutoriais

O último dia da ConfOA será dedicado à realização de workshops e tutoriais.
Convidamos a apresentação de propostas de workshops e tutoriais sobre aspetos práticos ou teóricos relacionados com os temas da conferência. Deve ser utilizado o modelo de proposta de workshop ou tutorial, e a proposta de tutorial deve contemplar os seguintes aspetos:

  • O assunto e que conhecimentos se pretende transmitir
  • A dimensão da sessão (90 minutos, 180 minutos, ou dia completo)
  • O público-alvo e o número desejado de participantes
  • Os resultados de aprendizagem para os participantes
  • Requisitos tecnológicos e de espaço

 

Datas importantes:

10 de janeiro 2018: Chamada de trabalhos

09 de abril 2018: Fim do prazo para apresentação de propostas

15 de junho 2018: Notificação da aceitação das propostas

Anúncios

Atas da 8ª ConfOA já disponíveis na revista RECIIS

Em jeito de encerramento dos trabalhos relativos à ConfOA 2017, foi publicado o suplemento da Revista Eletrónica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde (RECIIS), nº 11 de 2017, o qual disponibiliza as comunicações e pechas kuchas apresentadas na 8ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto(ConfOA) realizada nos dias 4, 5 e 6 de outubro, na Fiocruz, Rio de Janeiro.

Como descrito no editorial deste suplemento, a temática central dos trabalhos (Do acesso aberto à ciência aberta) foi desenvolvida em torno de três eixos temáticos: (1) Acesso aberto e dados científicos abertos: marcos legais, políticas e práticas; (2) Ciência aberta e outras expressões de conhecimento aberto; e (3) Sistemas de gestão de informação de ciência e tecnologia.

Encontramo-nos em Lisboa, de 2 a 4 de outubro, para a ConfOA 2018.

9ª ConfOA de 2 a 4 de outubro de 2018

A 9ª edição da Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto irá realizar-se no ISCTE-IUL, em Lisboa, nos dias 2, 3 e 4 de outubro de 2018.

Dando continuidade ao êxito das edições anteriores e mantendo a parceria desde 2010, o evento é organizado pelos Serviços de Documentação da Universidade do Minho (SDUM), pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) e pela Instituição que acolhe o evento que, em 2018 será o ISCTE-IUL.

A ConfOA, com realização alternada entre Portugal e Brasil, tem como objetivo reunir as comunidades portuguesa e brasileira, que desenvolvem atividades de investigação, desenvolvimento, gestão de serviços e definição de políticas relacionadas com o Acesso Aberto ao conhecimento e com a Ciência Aberta, com o propósito de promover a partilha, discussão e divulgação de conhecimentos, práticas e investigação sobres estas temáticas, em todas as suas dimensões e perspetivas.

Durante o mês de janeiro serão divulgados os formatos, as modalidades e o período em que os trabalhos poderão ser submetidos.

Zenodo: um repositório de dados e publicações para todos

O ZENODO – www.zenodo.orgé um repositório digital multidisciplinar de Acesso Aberto que permite a que investigadores, projetos e instituições, que não disponham de um repositório institucional ou temático adequado, o possam partilhar e disseminar os seus resultados científicos, de qualquer área de conhecimento.

É desenvolvido no CERN – European Organization for Nuclear Research – como um serviço da infraestrutura OpenAIRE, e permite o carregamento de ficheiros até 50 GB, em qualquer formato e com atribuição de uma licença associada.

As principais características deste repositório são:

  • Pesquisa e Partilha – todos os resultados de investigação, em todas as áreas, são bem-vindos;
  • Citável – os uploads obtêm um identificador de objeto digital (DOI) para torná-los facilmente e exclusivamente citáveis;
  • Comunidades – crie e faça a curadoria da sua própria comunidade onde poderá integrar trabalhos resultantes de conferências, projetos, entre outros, e na qual poderá aceitar ou rejeitar uploads. Terá Poderá ter o seu próprio repositório digital;
  • Financiamento – identificação de patrocínios / subsídios para pesquisas financiadas pela Comissão Europeia, através do OpenAIRE;
  • Licenciamento flexível – nem tudo tem a cobertura das licenças Creative Commons;
  • Seguro – o resultado da investigação é armazenado de forma segura na mesma infraestrutura que os dados do próprio CERN.

O Zenodo é construído pela Ciência e  para a Ciência, com o objetivo de garantir que todos participam na Ciência Aberta!

Leia mais sobre o Zenodo e os seus recursos aqui!

Saiba mais em:

http://about.zenodo.org/

https://zenodo.org/record/8428#.WWY9IBXyvIU

https://blogs.openaire.eu/?p=1485

https://www.datacite.org/cite-your-data.html

https://www.nature.com/sdata/policies/repositories

Tese de Stephen Hawking disponível em plena OAW 2017

A tese de doutoramento de Stephen Hawking, escrita em 1966, enquanto estudante da Universidade de Cambridge, foi disponibilizada de forma gratuita, em plena Open Access Week 2017.

Diz o próprio que: “Qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, deveria ter acesso livre, sem entraves, para não só a minha investigação, mas também para a investigação de todas as grandes e a mentes através do espectro da compreensão humana.

Espero que o meu trabalho inspire alguém para prosseguir a sua própria pesquisa, para procurar a resposta para uma das muitas perguntas sem resposta do universo, como as obras de Isaac Newton, James empregado maxwell, e Albert Einstein uma vez me inspirou. Depois de tantos pedidos ao longo do tempo das pessoas que querem ler esta tese, também espero que não desapontar. Se isso acontecer, por favor, dirija-se a qualquer pergunta ou queixa ao meu mais jovem. Só terá de inventar viagens no tempo para o fazer.”

Disponível em: 

https://doi.org/10.17863/CAM.11283

ou

https://cudl.lib.cam.ac.uk/view/MS-PHD-05437/1

Semana Internacional de Acesso Aberto: 23 a 29 de outubro de 2017

Começa hoje a Semana Internacional de Acesso Aberto, evento global com atividades à escala local, que tem como objetivo disseminar o Acesso Livre ao Conhecimento, com o lema: Everywhere.

Esta iniciativa teve início em 2007 com um “dia do acesso livre” e desde 2009 que tem vindo a crescer tendo sido prolongada e transformada em “Semana do Acesso Aberto”.

Como tem sido habitual, trata-se de um evento promovido pelo SPARC (Scholarly Publishing and Academic Resources Coalition). Toda a informação relacionada com a atividade internacional está disponível em www.openaccessweek.org.

A adesão do Projeto RCAAP a esta iniciativa ocorre no âmbito das suas atividades de comunicação. Tem como propósito reunir sinergias para fazer desta semana, um evento significativo a nível nacional, com impacto no meio científico e académico e, deste modo, reforçar a importância dos repositórios institucionais e, em consequência, promover o Acesso Aberto em Portugal.

Recomendamos que todas as Instituições / Revistas nos façam chegar, em diferentes formatos, todas as atividades que pretendem realizar neste âmbito.

Convidamos cada um de vós a consultar o website, a reutilizar os materiais promocionais e a consultar e aplicar o kit de apoio à divulgação da OAW, ferramentas produzidas no âmbito do grupo de trabalho de divulgação do projeto RCAAP.

As iniciativas individuais ou coletivas são importantes!

Saibam +  em:

http://www.acessolivre.pt/semana/

https://www.facebook.com/rcaap

ConfOA 2017: apresentações e vídeos já disponíveis

Encontram-se já disponíveis as apresentações e os vídeos da 8ª Conferência Luso Brasileira de Acesso Aberto, evento que se realizou na Fiocruz – Fundação Oswaldo Cruz, em parceria com a FCCN, os Serviços de Documentação da Universidade do Minho e o IBICT, nos dias 4, 5 e 6 de outubro de 2017.

À semelhança do que tem vindo a acontecer, a edição deste ano superou as expectativas:

  • Apresentações:
    • 7 Comunicações
    • 36 Pechas Kuchas
    • 50 Pósteres
  • Participantes:
    • 275 participantes
    • 47 participantes no Workshop Gestão de Repositórios Integrados
    • 38 participantes np Workshop Gestão de Dados de Pesquisa: os princípios FAIR e as estratégias institucionais
  • Redes Sociais:
    • 22.207 alcance geral
    • 5604 pessoas alcançadas pelos vídeos
    • 620 visualizações na página
    • 1645 likes na página do Facebook da Conferência.
  • Trasnmissão:
    • 510 acessos, divididos por 20 estados do Brasil e 6 países.

Destaca-se também a abrangência dos temas abordados, sem descurar o histórico temático da conferência, ampliando-se o escopo do Acesso Aberto à Ciência Aberta.

A 8ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto reuniu as comunidades portuguesa e brasileira que desenvolvem atividades de investigação, desenvolvimento, gestão de serviços e definição de políticas, relacionadas com o acesso aberto ao conhecimento, através de repositórios e de revistas de acesso livre.

A próxima ConfOA terá lugar no ISCTE-IUL, em Lisboa, nos dias 2, 3 e 4 de outubro de 2018.

ISCTE-IUL acolhe ConfOA 2018

Terminado o prazo de candidatura ao acolhimento da 9ª Conferência Luso-Brasileira sobre Acesso Aberto, os dias seguintes foram de análise às 3 candidaturas recebidas:

  • ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
  • IPP – Instituto Politécnico de Portalegre
  • UP – Universidade do Porto

O processo de seleção teve em consideração critérios como a localização geográfica, a facilidade de acesso, os espaços disponíveis, os serviços de áudio e vídeo, o apoio local foram alguns dos fatores tidos em conta.

O processo de seleção procurou ainda assegurar a diversidade de entidades e distribuição geográfica, tendo dado prioridade a entidades e locais onde recentemente não se tenham realizado eventos desta envergadura.

Em resultado deste processo, o ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa foi o selecionado para acolher a ConfOA 2018, nos dias 2, 3 e 4 de outubro.

A todas as Instituições que se disponibilizaram a enviar as suas candidaturas agradecemos o empenho e o interesse manifestados.

Kit de apoio à divulgação da SIAA 2017

No âmbito das atividades do GT-Divulgação do Projeto RCAAP, desenvolveu-se um KIT de apoio à Semana Internacional do Acesso Aberto que tem como objetivo fornecer um conjunto de sugestões e materiais para que as instituições promovam a Semana Internacional do Acesso Aberto em Portugal, o qual partilhamos, agora, junto de toda a Comunidade.

Este KIT está organizado em duas partes, baseadas no grau de esforço de implementação das sugestões e utilização dos materiais. Trata-se de um suporte que se encontra online e de fácil uso e implementação em cada uma das Instituições.

Esta iniciativa integra o movimento global promovido pela SPARC (Scholarly Publishing and Academic Resources Coalition) que, em 2017, irá decorrer de 23 a 29 de outubro. Toda a informação relacionada com a atividade internacional está disponível em www.openaccessweek.org.

Para consulta de outros materiais e de mais iniciativas que irão sendo desenvolvidas e divulgadas a nível nacional, consulte http://www.acessolivre.pt/.

Partilhe as iniciativas desenvolvidas em: semanaoa@rcaap.pt

Queremos uma Comunidade audaz !!!

8ª ConfOA: programa final e workshops

Já se encontra disponível o programa da 8ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto que irá decorrer de 4 a 6 de outubro, na Fiocruz, Rio de Janeiro – Brasil.

Destacamos a realização de 2 workshops que se irão realizar, em paralelo, no dia 6 de outubro, entre as 9:00 – 12:00:

  • workshop 1 – Gestão de Repositórios Integrados. Formadores: José Carvalho e Raquel Truta – Universidade do Minho; Tainá Assis – IBICT 
  • workshop 2 – Gestão de Dados de Pesquisa: os princípios FAIR e as estratégias institucionais. Formadores: Barend Mons, Luiz Olavo Bonino – FAIR Data; Pedro Príncipe – Universidade do Minho. 

As inscrições, para ambos os workshops, decorrerão durante a realização da 8ª ConfOA.