ConfOA 2017: apresentações e vídeos já disponíveis

Encontram-se já disponíveis as apresentações e os vídeos da 8ª Conferência Luso Brasileira de Acesso Aberto, evento que se realizou na Fiocruz – Fundação Oswaldo Cruz, em parceria com a FCCN, os Serviços de Documentação da Universidade do Minho e o IBICT, nos dias 4, 5 e 6 de outubro de 2017.

À semelhança do que tem vindo a acontecer, a edição deste ano superou as expectativas:

  • Apresentações:
    • 7 Comunicações
    • 36 Pechas Kuchas
    • 50 Pósteres
  • Participantes:
    • 275 participantes
    • 47 participantes no Workshop Gestão de Repositórios Integrados
    • 38 participantes np Workshop Gestão de Dados de Pesquisa: os princípios FAIR e as estratégias institucionais
  • Redes Sociais:
    • 22.207 alcance geral
    • 5604 pessoas alcançadas pelos vídeos
    • 620 visualizações na página
    • 1645 likes na página do Facebook da Conferência.
  • Trasnmissão:
    • 510 acessos, divididos por 20 estados do Brasil e 6 países.

Destaca-se também a abrangência dos temas abordados, sem descurar o histórico temático da conferência, ampliando-se o escopo do Acesso Aberto à Ciência Aberta.

A 8ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto reuniu as comunidades portuguesa e brasileira que desenvolvem atividades de investigação, desenvolvimento, gestão de serviços e definição de políticas, relacionadas com o acesso aberto ao conhecimento, através de repositórios e de revistas de acesso livre.

A próxima ConfOA terá lugar no ISCTE-IUL, em Lisboa, nos dias 2, 3 e 4 de outubro de 2018.

Anúncios

MCTES, em articulação com o MC, pretende criar um Diretório de Repositórios Digitais

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, em articulação com o Ministério da Cultura, está a criar um Diretório de Repositórios Digitais (DRD).

rdcO DRD (http://repositorios-conhecimento.pt) é uma infraestrutura digital criada com o propósito de identificar e constituir um referencial de acesso aos repositórios digitais de Portugal nas áreas da Ciência e da Cultura, no sentido de divulgar e estimular a utilização dos repositórios digitais, bem como promover a normalização técnica e práticas de preservação digital.

Esta iniciativa reflete a política do governo no sentido da valorização da produção científica nacional, da promoção do conhecimento e da criação de condições para a sua partilha, a preocupação no sentido do reforço da responsabilidade cultural e patrimonial, em articulação com o enunciado conducente à adoção de uma política nacional de ciência aberta (http://www.ciencia-aberta.pt/pnca), contemplando a promoção e a difusão da cultura científica e tecnológica e a cooperação internacional, nomeadamente com os países de língua oficial portuguesa.

A primeira fase deste projeto – identificação e caracterização dos repositórios digitais pertencentes a instituições de ciência e cultura – decorre até 30 de janeiro, estando disponível um formulário para recolha de dados.

Qualquer pedido de esclarecimento deverá ser enviado para repositorios-conhecimento@mctes.gov.pt

Post escrito por: Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Ciência Aberta: website já disponível

No âmbito da Semana Internacional do Acesso Aberto, é disponibilizada publicamente a página Ciência Aberta http://www.ciencia-aberta.pt/que reúne informação, iniciativas e conteúdos formativos.

Tem como público-alvo todos os agentes envolvidos no sistema científico nacional e a sociedade em geral. Na lógica dos princípios da Ciência Aberta este é um projeto colaborativo, em desenvolvimento, feito para a comunidade e com a comunidade.

ciencaia-berta