Webinar projeto RCAAP: Teses e Dissertações

logo_Webinar

Decorrente da publicação da portaria 285/2015 de 15 de setembro, que estabelece nas suas disposições transitórias as datas de 31 de julho e de 31 de dezembro como prazos limite para o depósito de todas as teses de doutoramento e dissertações de mestrado, o projeto RCAAP em parceria com a DGEEC e a DGES irá promover um webinar no próximo dia 19 de maio, às 10:30, no qual se pretende informar e esclarecer toda a comunidade académica sobre os processos de registo e depósito das teses e dissertações.

Programa:

  • Aspetos relacionados com a legislação – 15 minutos – Priscila Couto da DGES;
  • Utilização da plataforma RENATES para registo das T&D – 15 minutos – Carlos Malaca da DGEEC;
  • O processo de depósito de T&D no RCAAP – 15 minutos – José Carvalho da Universidade do Minho;
  • Perguntas e Respostas – 15 minutos.

Inscrições: 

Três novas revistas passaram a integrar o Portal RCAAP

Ciência de ComputaçãoJournal of Studies on Citizenship and Sustainability e a Nascer e Crescer são as três novas revistas que passaram a integrar o portal RCAAP.

logo_rcc_finalé a revista científica da Universidade Aberta, com previsão de publicação de 1 número por ano, tem por missão disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico e contribuir para uma maior democratização mundial do conhecimento.

Com âmbito multidisciplinar, intervem em áreas como fundamentos e linguagens de programação, análise de sistemas e sistemas de informação, inteligência artificial e sistemas de apoio à decisão e redes e multimédia.

Presentemente tem 67 registos agregados no Portal.

JSCSJournal of Studies on Citizenship and Sustainability é uma publicação do Cive Morum – Núcleo de Estudos e Intervenção Cívica do Instituto de Sociologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto que tem como objetivo promover e divulgar a produção de conhecimento nas áreas da economia, política e ética, direitos humanos, movimentos sociais e participação cívica, entre outros temas.

Com publicação anual, durante o mês de novembro, está disponível apenas online, sendo livre o acesso às publicações que têm como língua oficial o português, o inglês e o espanhol.

Atualmente tem já 13 registos integrados.

Logo_Nascer_CrescerA integração da revista Nascer e Crescer no portal RCAAP, pertencente ao Centro Hospitalar do Porto, decorreu da candidatura à CALL aberta em 2015 para o SARC. Destina-se a todos os interessados na área da Saúde Materno Fetal, Neonatal e Pediátrica, com publicação trimestral.

Tem como principais objetivos a difusão de informação científica, rigorosa, atualizada e a promoção da investigação, sendo o seu conteúdo composto por artigos originais, artigos de revisão, casos clínicos, artigos de opinião e resumos de apresentações em eventos científicos.

A Páscoa e o portal RCAAP

Celebrações religiosas, gastronomia, férias e muita animação são palavras ligadas ao ciclo quaresmal e pascal. Neste contexto de festa o portal RCAAP alia-se às comemorações e sugere a consulta e a partilha de algumas das publicações que agrega:

Os costumes pascais variam muito em todo o mundo, no entanto, em Portugal temos vários costumes associados a esta época. Destacamos a tradição de se limpar muito bem as casas para receber o Compasso Pascal, que é uma visita do padre a cada casa para abençoar o lar e todos os que nela habitam.

Teses e Dissertações: requisitos técnicos para os Repositórios Institucionais locais

Dando continuidade aos trabalhos desenvolvidos pelo Projeto RCAAP relativos à disseminação, gestão e preservação a longo prazo das Teses de Doutoramento e Dissertações de Mestrado, disponibiliza-se, publicamente, a definição dos requisitos técnicos necessários para os Repositórios Institucionais locais que não são abrangidos pelo Serviço de Alojamento de Repositórios Institucionais – SARI.
TESES
Este tutorial destina-se a todos os utilizadores que tenham como tarefa dar cumprimento ao depósito legal de teses e dissertações, tendo como principal objetivo apoiar no cumprimento da legislação em vigor nas várias componentes técnicas, de gestão e integração.

Estão previstas 3 versões deste relatório, que serão disponibilizadas gradualmente:
– Versão 1 – Definição dos requisitos técnicos no repositório institucional [ATUAL]
– Versão 2 – Workflows na instituição
– Versão 3 – Integração com DGEEC/Renates e Portal RCAAP

Projeto RCAAP alia-se às comemorações do Carnaval

caranaval

Nesta quadra repleta de tradições de norte a sul do país, não deixe de consultar e partilhar o que o portal RCAAP agrega sobre a temática.

Sugerimos a consulta e partilha de alguns exemplos:

Com eventual origem na Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.c., passou a ser uma celebração adotada pela Igreja Católica em 590 d.c., antecedendo a Quaresma, tornando-se, por essa razão, uma festa marcada pelo “adeus à carne”.

É também uma festa de desfiles e fantasias, considerando-se o Carnaval do Rio de Janeiro como o maior do mundo e o Carnaval de Veneza como o mais glamoroso.

IV Conferência do IPCB sobre o livre acesso ao conhecimento científico

IPCBDecorreu no dia 20 de janeiro de 2016, no Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) – Auditório Comenius, a IV Conferência do IPCB sobre o Livre Acesso ao Conhecimento Científico. A sessão, organizada no âmbito da celebração do 6.º Aniversário do Repositório Científico do IPCB, teve como tema “Open Access em Portugal: Novos Desenvolvimentos”.

Foram conferencistas Eloy Rodrigues e José Carvalho da Universidade do Minho (UM) e João Moreira e Vasco Vaz da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).

A conferência foi presidida pelo Professor Carlos Maia, Presidente do IPCB, que abriu a sessão com uma alocução focada na importância do Repositório do ponto de vista institucional, com particular destaque para o instrumento em si, enquanto agregador, difusor e potenciador da preservação da produção intelectual científica do IPCB. Por imperativos de agenda da presidência a moderação da sessão ficou posteriormente a cargo da administradora do repositório científico Maria Eduarda Rodrigues. A conferência decorreu de acordo com o seguinte programa:

  • O acesso aberto no Horizonte 2020: os requisitos e as ferramentas  para o sucesso nas candidaturas e na gestão dos projetos – Eloy Rodrigues (UM)
  • O projeto RCAAP e os novos desafios na gestão de ciência – José Carvalho (UM)
  • Implementação da política de Acesso Aberto no financiador Fundação para a Ciência e a Tecnologia – Vasco Vaz (FCT)
  • PTCRIS: um ecossistema para facilitar a gestão da atividade científica nacional – João Mendes Moreira (FCT)

A apresentação dos diversos palestrantes seguiu a ordem do programa enunciado acima tendo ocorrido, no final, uma sessão de perguntas em que os participantes procuraram obter esclarecimentos relativamente a algumas das questões suscitadas.

Tendo em conta as temáticas abordadas, a sua importância para a comunidade científica e a abrangência de assuntos que procurou alcançar, a conferência foi muito interessante e muito importante já que foram transmitidas informações relevante sobre os projetos em curso ou a desenvolver, sobre a importância e as consequências da aprovação e implementação da Política de Acesso Aberto da FCT e a relevância da construção de um sistema nacional de gestão de ciência. A conferência contou, entre a assistência com a presença de alguns docentes/investigadores da instituição, de alguns dirigentes e presidentes de órgãos científicos do IPCB e das suas Unidades Orgânicas e de alguns elementos do staff das bibliotecas ligados ao Repositório Científico.

Durante a sessão a audiência foi informada de que as estatísticas do Repositório Científico do IPCB haviam já sido repostas o que constituiu uma excelente notícia para todos.

Parabéns ao RCIPCB!

Post escrito por Maria Eduarda Rodrigues – IPCB

Estudo prospetivo sobre a implementação do DOI em Portugal: aplicação nos serviços do Projeto RCAAP

Clip_DOI_blog.fwEm fase de discussão pública, o estudo realizado pelo Grupo de Trabalho das Bibliotecas de Ensino Superior da Associação Portuguesa de Bibliotecários Arquivistas e Documentalistas, partiu da necessidade da definição e análise, no âmbito das atividades do projeto RCAAP, do modelo de negócio para a atribuição de identificadores únicos e persistentes do sistema Digital Object Identifier (DOI) às teses, dissertações e outra literatura cinzenta, assim como a outras publicações científicas e académicas de Portugal. Esta análise norteia-se pelos desenvolvimentos legais para a disponibilização das teses e dissertações e pelas diferentes aplicações no contexto nacional da publicação científica e académica, como o Serviço de Alojamento de Revistas Científicas (SARC) e os Repositórios do Projeto.

O estudo é composto por cinco partes onde se apresenta o enquadramento ao atual modelo de funcionamento e organização do DOI e respetivo âmbito de aplicação em Portugal, e se perspetivam os modelos de governação e linhas de ação no quadro das atividades RCAAP. Na primeira parte enquadra-se o conceito, quadro normativo e organização do DOI. Na segunda e terceira parte desenvolve-se a visão geral e a análise técnica do sistema DOI e apresenta-se o modelo de aplicação e atribuição de identificadores DOI em funcionamento nas principais agências registo DOI (Datacite e CrossRef). Por último, na quarta e quinta parte deste estudo, define-se o âmbito de aplicação em Portugal e modelos de governação com base no quadro das necessidades nacionais e estabelecem-se as principais linhas de ação e implementação no quadro das atividades do RCAAP.

Os identificadores únicos e persistentes são importantes?

São essenciais para que seja possível uma adequada gestão de informação em ambientes digitais. Um registo digital robusto, persistente, pesquisável e reutilizável em sistemas de gestão de informação académica e científica, requer uma infraestrutura baseada em padrões de interoperabilidade, protocolos, vocabulários acordados e identificadores únicos e persistentes. É neste contexto que surge o identificador DOI, concebido para a interoperabilidade, normalizado através da publicação da norma internacional ISO 26324:2012 e gerido a partir da International DOI Foundation (IDF). Um identificador DOI é permanentemente atribuído a um objeto de forma a fornecer uma ligação persistente e resolúvel para um objeto em redes digitais. O sistema DOI é implementado e operacionalizado por um conjunto de agências de registo que aplicam as políticas e ferramentas comuns designadas pela International DOI Foundation.

Este estudo procura definir os meios para facilitar a generalização da atribuição de identificadores DOI no contexto nacional, destinado sobretudo às teses, dissertações e outra literatura cinzenta, bem como a outras publicações científicas, académicas e resultados de investigação.

Consulte o Estudo no website RCAAP!

estudo

Os comentários deverão ser remetidos para o helpdesk@rcaap.pt do RCAAP até ao final do mês de Fevereiro.

ConfOA 2016: chamada de trabalhos e alteração de datas

Dando continuidade ao assinalável êxito das edições anteriores, a 7ª Conferência Luso Brasileira de Acesso Aberto (ConfOA) irá realizar-se no Instituto Politécnico de Viseu nos dias 2 e 3 de novembro de 2016 (com workshops pós-conferência previstos para o dia 4 de novembro).*

Logos_CONFOA_2016

A Conferência pretende reunir as comunidades portuguesa e brasileira, que desenvolvem atividades de investigação, desenvolvimento, gestão de serviços e definição de políticas relacionadas com o acesso aberto ao conhecimento e à ciência aberta, com o objetivo de promover a partilha, discussão e divulgação de conhecimentos, práticas e investigação sobre estas temáticas, em todas as suas dimensões e perspectivas.

Os temas a serem tratados no âmbito da Conferência são os seguintes:

  • Acesso Aberto e Ciência Aberta (práticas e implicações)
  • Repositórios de publicações científicas;
  • Revistas científicas de acesso aberto;
  • Gestão de dados científicos abertos e repositórios de dados científicos;
  • Políticas e mandatos de acesso aberto;
  • Publicação institucional (editoras universitárias e outras iniciativas)
  • Interoperabilidade entre os repositórios e outros sistemas de informação de apoio à atividade científica e académica;
  • Sistemas de gestão da Ciência e Tecnologia (CRIS);
  • Preservação digital;
  • Direitos de autor;
  • Acesso aberto, bibliometria e métricas alternativas.

Convidamos todos os interessados a submeter os seus trabalhos (nas modalidades de Comunicação e Póster) a partir de agora, através do website da conferência http://confoa.rcaap.pt.

Caso tenha alguma dúvida ou questão, poderá contactar-nos através do email confoa2016@pres.ipv.pt.

Acompanhe-nos nas redes sociais:

Facebook: https://goo.gl/wQZHIR  e Twitter: https://twitter.com/confoa

*Devido à reintrodução do feriado nacional no dia 1 de novembro, as datas da 7ª ConfOA foram alteradas para 2 e 3 de novembro, e os workshops passaram de pré-conferência para pós-conferência a 4 de novembro.

RUA integra portal RCAAP

universidade logo repositorio institucionalO Repositório Científico da Universidade New Atlântica, com 706 registos, passou a integrar o portal RCAAP.

Tem como objetivo aumentar a visibilidade da produção e pesquisa de alunos e professores da Universidade Atlântica e preservar a memória intelectual da universidade.

Artigos científicos, comunicações em conferências, parte ou capítulo de livros, relatórios, entre outros, são alguns exemplos do tipo de documento depositados no RUA.

Constituído por 5 comunidades subdivididas em diversas coleções, é a Ciências da Saúde que mais  documentos, presentemente, possui depositados.