Ranking Web of Repositories: onde estamos?

ranking-webA primeira edição de 2017 do Ranking Web of Repositories já se encontra disponível, na qual é possível verificar em qual posição se encontra cada um dos repositórios institucionais portugueses.

Trata-se de uma publicação semestral realizada desde 2008 pelo Cybermetrics Lab, um grupo de investigação pertencente ao Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC), organismo público dedicado à investigação em Espanha.

A edição atual foi atualizada com os dados recolhidos durante o mês de janeiro de 2017. A próxima edição será publicada no final de julho de 2017.

Repositório Comum volta a destacar-se no Ranking Web of Repositories

Rankig_Web_2015

Na divulgação semestral de julho de 2014 do Ranking Web of Repositories, à semelhança do que aconteceu em janeiro do mesmo ano, o Repositório Comum, serviço derivado do SARI (Serviço de Alojamento de Repositórios Institucionais) volta a destacar-se, ocupando a 66ª posição a nível mundial na categoria de portais.

A adesão ao Repositório Comum é gratuita e realizada pela Instituição, podendo constituir-se como uma base futura de um repositório próprio, como é o caso dos repositórios do Hospital de Braga e do Instituto Politécnico de Beja.

Neste momento, só do Repositório Comum, o portal RCAAP agrega 5140 documentos, depositados por 39 Instituições,  98,21% dos quais encontram-se em Acesso Aberto, sendo os artigos a liderar a tabela no tipo de documento com 38,61%. Já o português é o idioma em que se regista mais depósitos, com 79,60%.

Durante o ano de 2014 aderiram a este serviço 9 novas Instituições, prevendo-se para 2015 um crescente aumento decorrente da obrigatoriedade de depósito de uma cópia digital num repositório integrante da rede de Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal, tal como previsto no Decreto-lei nº 115/2013.

Para mais informações consulte as condições de funcionamento do Repositório Comum ou pergunte-nos usando o correio electrónico: comum@rcaap.pt.

Repositório Comum do RCAAP destaca-se no Ranking Web of Repositories

Segundo o Ranking Web of Repositories na divulgação semestral de janeiro, o Repositório Comum encontra-se na 67ª posição a nível mundial na categoria de portais.

Rank-Web.fw

Uma posição invejável dado ser um serviço derivado do SARI destinado aos investigadores afiliados em instituições do sistema científico nacional (designadamente, centros de investigação públicos ou privados, universidades, institutos politécnicos) que não possuam repositório institucional próprio. Através do Repositório Comum, esses investigadores passam a dispor de um local onde podem arquivar e tornar acessível a sua produção científica (artigos publicados, comunicações aceites e publicadas em conferências, teses e dissertações aprovadas).

A adesão ao Repositório Comum é efetuada pela instituição. Após a adesão, a instituição é responsável por gerir a secção do Repositório Comum a ela atribuída regulando a admissão dos autores e os depósitos.logo_rc

A presença de instituições no Repositório Comum pode constituir-se como base futura de um repositório próprio. À semelhança dos restantes repositórios, o Repositório Comum é indexado pelo portal RCAAP.

Presentemente já possui 3909 registos e 30 instituições. Prevê-se que a curto prazo o número de registos, assim como o número de Instituições aderentes entrem numa fase ascendente com a obrigatoriedade de depósito de uma cópia digital num repositório integrante da rede do Repositório Científico de Acesso Aberto em Portugal , tal como previsto no Decreto-lei nº 115/2013.

Está disponível uma descrição mais detalhada das condições de funcionamento do Repositório Comum.