O Carnaval e o Projeto RCAAP

carnaval3Também conhecido como Entrudo, o Carnaval é uma festa pagã que se comemora em Portugal, sempre a uma terça-feira, 47 dias antes do domingo de Páscoa.

Terá começado a ser festejado pelos gregos de 600 a 520 a.C. como forma de agradecimento aos deuses pelas colheitas do ano.

Atualmente o Carnaval apresenta-se como um período de várias tradições, com particular destaque para as fantasias e disfarces. Época de diversão e brincadeiras, as quais “no Carnaval ninguém leva a mal”.

Nesta quadra repleta de tradições de norte a sul do país, não deixe de consultar e partilhar o que o portal RCAAP agrega sobre a temática. Sugerimos alguns exemplos:

Mais de 110 recursos nacionais agregados pelo portal RCAAP

portal_blogNuma altura em que muito se fala de Ciência Aberta e de Acesso Aberto, o portal RCAAP(Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal) agrega mais de 110 recursos nacionais, os quais disponibilizam cerca de 330.000 documentos. Desses recursos, 51 são repositórios institucionais (28 SARI’s e 23 locais) e 61 são revistas científicas (16 SARC’s e 45 locais).

A relevância destes números só se torna possível devido à envolvência de toda a Comunidade RCAAP. Estes números justificam, certamente, o reconhecimento e visibilidade que o projeto RCAAP detém, contribuindo em larga escala para o incremento do Acesso Aberto em Portugal e no mundo.

Aliás, Portugal é um dos países que já avançou no sentido de um compromisso político relativo ao Acesso Aberto. A imperiosa partilha do conhecimento em Acesso Aberto, sobretudo quando é financiado por recursos públicos, permite garantir a sua reutilização, democratizando o conhecimento.

9 revistas da UA passaram a integrar o portal RCAAP

Recentemente o portal RCAAP passou a integrar 9 revistas, todas pertencentes à Universidade de Aveiro.

A revista CAPTAR, Ciência e Ambiente para Todos, acessível on-line, apresenta-se como uma publicação científica periódica, escrita em português, onde alunos e docentes podem ser confrontados com dados científicos atuais, assim como com os procedimentos científicos utilizados pelos investigadores para a sua obtenção.

1-post.fwJá a revista Espeleo Divulgação é uma publicação periódica de acesso livre, na área da Espeleologia. Foi fundada em 1982, visando preencher uma lacuna no conhecimento e inventariação do património espeleológico. Está disponível em formato de papel e electrónico e é principalmente vocacionada para a comunidade espeleológica, especialistas nas áreas científicas afectas à Espeleologia, bem como o público em geral.

Teografias – Literatura e Religião é o título de um projeto de investigação sediado na Universidade de Aveiro e financiado pela FCT. Com a duração de três anos, o projeto pretende estudar a inscrição de alguns temas religiosos no discurso literário, privilegiando as literaturas em língua portuguesa.

A Post-ip é uma publicação bienal que pretende difundir os resultados do Post-ip: Fórum Internacional de Pós-graduação em Estudos em Música e Dança, que se realiza em Aveiro a cada dois anos. O Fórum e o respetivo livro de atas encontram-se orientados para a participação de estudantes de pós-graduação nos diversos domínios científicos da Música e da Dança, nomeadamente Etnomusicologia e Estudos de Música Popular, Estudos Históricos e Culturais em Música, Criação, entre outros.

Desde 1998 que a Conferência sobre Redes de Computadores tem vindo a afirmar-se como o principal fórum
nacional para a apresentação e discussão de resultados de investigação de elevada qualidade. A edição deste ano pretende reforçar este objetivo procurando agregar comunidades emergentes de investigação na grande área das Redes de Computadores, como a comunidade das Redes em Tempo-Real e de Cloud Computing.

A PLE Conference Proceedings é uma plataforma para investigadores e profissionias da área para troca de ideias, experiências e investigações em torno do desenvolvimente e implementação de PLE (The Personal Learning Environment).

Já a SOPCOM, da Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação, é uma revista inteiramente dedicada a 2-post.fwrepensar os Media, novos contexto da comunicação e da informação.

A Revista da Universidade de Aveiro – Letras (RUA-L) foi fundada no ano de 1984 pela direção do Departamento de Línguas e Culturas, com o objectivo principal de divulgar trabalhos de investigação nos domínios da Literatura, Cultura e Ciências da Linguagem. Publica textos de cariz essencialmente ensaístico em torno de temas vários, afectos às Ciências Sociais e Humanas, lato sensu, incluindo resultados de investigação desenvolvida no âmbito de cursos de Licenciatura, de Mestrado e de Doutoramento oferecidos no DLC.

Por fim, a Geociências foi fundada no ano de 1986 com o objetivo principal de promover os trabalhos e resultados de investigação desenvolvidos pelos docentes e investigadores do Departamento de Geociências da Universidade de Aveiro, bem como de outras instituições ou centros de investigação nacionais e internacionais, estimulando a reflexão e cooperação no domínio da Geociências.

Webinar projeto RCAAP: Teses e Dissertações

logo_Webinar

Decorrente da publicação da portaria 285/2015 de 15 de setembro, que estabelece nas suas disposições transitórias as datas de 31 de julho e de 31 de dezembro como prazos limite para o depósito de todas as teses de doutoramento e dissertações de mestrado, o projeto RCAAP em parceria com a DGEEC e a DGES irá promover um webinar no próximo dia 19 de maio, às 10:30, no qual se pretende informar e esclarecer toda a comunidade académica sobre os processos de registo e depósito das teses e dissertações.

Programa:

  • Aspetos relacionados com a legislação – 15 minutos – Priscila Couto da DGES;
  • Utilização da plataforma RENATES para registo das T&D – 15 minutos – Carlos Malaca da DGEEC;
  • O processo de depósito de T&D no RCAAP – 15 minutos – José Carvalho da Universidade do Minho;
  • Perguntas e Respostas – 15 minutos.

Inscrições: 

Três novas revistas passaram a integrar o Portal RCAAP

Ciência de ComputaçãoJournal of Studies on Citizenship and Sustainability e a Nascer e Crescer são as três novas revistas que passaram a integrar o portal RCAAP.

logo_rcc_finalé a revista científica da Universidade Aberta, com previsão de publicação de 1 número por ano, tem por missão disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico e contribuir para uma maior democratização mundial do conhecimento.

Com âmbito multidisciplinar, intervem em áreas como fundamentos e linguagens de programação, análise de sistemas e sistemas de informação, inteligência artificial e sistemas de apoio à decisão e redes e multimédia.

Presentemente tem 67 registos agregados no Portal.

JSCSJournal of Studies on Citizenship and Sustainability é uma publicação do Cive Morum – Núcleo de Estudos e Intervenção Cívica do Instituto de Sociologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto que tem como objetivo promover e divulgar a produção de conhecimento nas áreas da economia, política e ética, direitos humanos, movimentos sociais e participação cívica, entre outros temas.

Com publicação anual, durante o mês de novembro, está disponível apenas online, sendo livre o acesso às publicações que têm como língua oficial o português, o inglês e o espanhol.

Atualmente tem já 13 registos integrados.

Logo_Nascer_CrescerA integração da revista Nascer e Crescer no portal RCAAP, pertencente ao Centro Hospitalar do Porto, decorreu da candidatura à CALL aberta em 2015 para o SARC. Destina-se a todos os interessados na área da Saúde Materno Fetal, Neonatal e Pediátrica, com publicação trimestral.

Tem como principais objetivos a difusão de informação científica, rigorosa, atualizada e a promoção da investigação, sendo o seu conteúdo composto por artigos originais, artigos de revisão, casos clínicos, artigos de opinião e resumos de apresentações em eventos científicos.

Teses e Dissertações: requisitos técnicos para os Repositórios Institucionais locais

Dando continuidade aos trabalhos desenvolvidos pelo Projeto RCAAP relativos à disseminação, gestão e preservação a longo prazo das Teses de Doutoramento e Dissertações de Mestrado, disponibiliza-se, publicamente, a definição dos requisitos técnicos necessários para os Repositórios Institucionais locais que não são abrangidos pelo Serviço de Alojamento de Repositórios Institucionais – SARI.
TESES
Este tutorial destina-se a todos os utilizadores que tenham como tarefa dar cumprimento ao depósito legal de teses e dissertações, tendo como principal objetivo apoiar no cumprimento da legislação em vigor nas várias componentes técnicas, de gestão e integração.

Estão previstas 3 versões deste relatório, que serão disponibilizadas gradualmente:
– Versão 1 – Definição dos requisitos técnicos no repositório institucional [ATUAL]
– Versão 2 – Workflows na instituição
– Versão 3 – Integração com DGEEC/Renates e Portal RCAAP

Estudo prospetivo sobre a implementação do DOI em Portugal: aplicação nos serviços do Projeto RCAAP

Clip_DOI_blog.fwEm fase de discussão pública, o estudo realizado pelo Grupo de Trabalho das Bibliotecas de Ensino Superior da Associação Portuguesa de Bibliotecários Arquivistas e Documentalistas, partiu da necessidade da definição e análise, no âmbito das atividades do projeto RCAAP, do modelo de negócio para a atribuição de identificadores únicos e persistentes do sistema Digital Object Identifier (DOI) às teses, dissertações e outra literatura cinzenta, assim como a outras publicações científicas e académicas de Portugal. Esta análise norteia-se pelos desenvolvimentos legais para a disponibilização das teses e dissertações e pelas diferentes aplicações no contexto nacional da publicação científica e académica, como o Serviço de Alojamento de Revistas Científicas (SARC) e os Repositórios do Projeto.

O estudo é composto por cinco partes onde se apresenta o enquadramento ao atual modelo de funcionamento e organização do DOI e respetivo âmbito de aplicação em Portugal, e se perspetivam os modelos de governação e linhas de ação no quadro das atividades RCAAP. Na primeira parte enquadra-se o conceito, quadro normativo e organização do DOI. Na segunda e terceira parte desenvolve-se a visão geral e a análise técnica do sistema DOI e apresenta-se o modelo de aplicação e atribuição de identificadores DOI em funcionamento nas principais agências registo DOI (Datacite e CrossRef). Por último, na quarta e quinta parte deste estudo, define-se o âmbito de aplicação em Portugal e modelos de governação com base no quadro das necessidades nacionais e estabelecem-se as principais linhas de ação e implementação no quadro das atividades do RCAAP.

Os identificadores únicos e persistentes são importantes?

São essenciais para que seja possível uma adequada gestão de informação em ambientes digitais. Um registo digital robusto, persistente, pesquisável e reutilizável em sistemas de gestão de informação académica e científica, requer uma infraestrutura baseada em padrões de interoperabilidade, protocolos, vocabulários acordados e identificadores únicos e persistentes. É neste contexto que surge o identificador DOI, concebido para a interoperabilidade, normalizado através da publicação da norma internacional ISO 26324:2012 e gerido a partir da International DOI Foundation (IDF). Um identificador DOI é permanentemente atribuído a um objeto de forma a fornecer uma ligação persistente e resolúvel para um objeto em redes digitais. O sistema DOI é implementado e operacionalizado por um conjunto de agências de registo que aplicam as políticas e ferramentas comuns designadas pela International DOI Foundation.

Este estudo procura definir os meios para facilitar a generalização da atribuição de identificadores DOI no contexto nacional, destinado sobretudo às teses, dissertações e outra literatura cinzenta, bem como a outras publicações científicas, académicas e resultados de investigação.

Consulte o Estudo no website RCAAP!

estudo

Os comentários deverão ser remetidos para o helpdesk@rcaap.pt do RCAAP até ao final do mês de Fevereiro.