25 de Abril, hoje e sempre…

O 25 de Abril de 1974 trouxe a mudança a um povo que vivia imergido na tristeza e no receio. Desde essa data, Portugal passou por muitas alterações transversais às mais variadas áreas da sociedade.

Um pouco por todo o país será celebrado o 43º aniversário do 25 Abril e o portal RCAAP alia-se às dezenas de atividades no dia que mudou, indiscutivelmente, a história do nosso país.

Sugerimos alguns dos vários exemplos que o portal RCAAP agrega sobre a temática:

Anúncios

Cooperação com o Brasil


Reunião RCAAP - IBICT

Realizou-se no dia 8 de Março nas instalações do IBICT – Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, em Brasília, a reunião de arranque do projecto de cooperação luso-brasileira no domínio do acesso livre, que resulta do Memorando de Entendimento assinado pelos Ministro da Ciência e Tecnologia e Ensino Superior de Portugal e o Ministro da Ciência e Tecnologia do Brasil no passado dia 10 de Outubro de 2009.  Este projecto de cooperação foi integrado no plano de actividades de 2010 do RCAAP.

Para além da partilha de informação detalhada sobre a situação e as iniciativas relacionadas com o Acesso Livre e os repositórios em Portugal e no Brasil, esta reunião tinha como objectivos discutir e definir a forma como deverão ser concretizadas as acções constantes no Memorando de Entendimento já referido e definir o plano de trabalho, calendário e metodologias do projecto. Participaram na reunião em representação do RCAAP João Moreira (FCCN), Eloy Rodrigues (U.M. – Serviços de Documentação), José Carvalho (U.M. – Serviços de Documentação) e Miguel Ferreira (U.M. – Keep Solutions).  Do lado do IBICT estiveram presentes Hélio Kuramoto (coordenador geral de Pesquisa e Manutenção de Produtos Consolidados),  Bianca Amaro de Melo (coordenadora dos laboratórios de Metodologias de Tratamento e Disseminação da Informação) , Marisa Brashcer (professora do Departamento da Ciência da Informação da Universidade de Brasília) bem como outros técnicos do Instituto.

A reunião foi muito produtiva,  decorreu num ambiente de grande cordialidade, revelou a existência de uma ampla partilha de pontos de vista e motivação para a concretização dos objectivos da cooperação. Por tudo isto foi possível atingir os objectivos do encontro, tendo sido definidos os traços de gerais do plano e calendário de trabalho em 2010.

Ao longo deste ano iremos dando aqui notícia dos progressos registados neste importante projecto de cooperação que representa a concretização de um dos objectivos iniciais do RCAAP (a integração de Portugal nas iniciativas de Open Access a nível internacional).

Reunião RCAAP-IBICT

Repositório Comum

Repositório Comum

Repositório Comum

O RCAAP disponibilizou mais um serviço à comunidade científica nacional: o Repositório Comum, que está acessível em http://comum.rcaap.pt/.

O Repositório Comum  é  um serviço destinado a todos os investigadores que estejam associados a instituições do sistema científico nacional (designadamente, centros de investigação públicos ou privados, universidades, institutos politécnicos) que não possuam repositório institucional próprio. Através do Repositório Comum, esses investigadores passam a dispor de um local onde podem arquivar e tornar acessível a sua produção científica (artigos publicados, comunicações aceites e publicadas em conferências, teses e dissertações aprovadas).

O Repositório Comum proporcionará uma visibilidade acrescida, e potencialmente maior impacto, às publicações dos autores que o utilizarem, uma vez que estará integrado no Portal RCAAP e  através dele na B-On.  A utilização do Repositório Comum é gratuita, e não implica qualquer limitação à utilização das publicações pelos autores, uma vez que apenas é exigida uma licença não-exclusiva para arquivar e dar acesso aos documentos depositados.

O Repositório Comum vem assim completar o portefólio de serviços disponibilizados pelo RCAAP juntando-se assim ao serviço de agregação no portal RCAAP e ao Serviço de Alojamento de Repositório Institucional.

Por tudo isto, aguardamos com expectativa a utilização deste repositório pelos investigadores portugueses. Agora nenhum investigador do sistema científico nacional poderá dizer que não tem um repositório onde depositar a sua produção científica: no Repositório Comum há um lugar para o seu saber!