Inscrições abertas para a ConfOA 2017

Encontram-se abertas as inscrições para a 8ª Conferência Luso-Brasileira sobre Acesso Aberto que se irá realizar na Fiocruz, Rio de Janeiro – Brasil, de 4 a 6 de outubro de 2017.

Tem por objetivo promover a partilha, discussão, produção e divulgação de conhecimentos, práticas e pesquisa sobre o Acesso Aberto em todas as suas dimensões e perspetivas, servindo de catalisador à disseminação de políticas, pesquisa e desenvolvimento na área.

As incrições são gratuitas e podem ser realizadas em: http://confoa.rcaap.pt/2017/inscricoes/

Para quem já efetuou a inscrição antes da abertura oficial, solicitamos que não volte a efetuar o registo uma vez que o mesmo está válido.

Aos Autores que foram notificados da aceitação dos trabalhos recomendamos que efetuem a inscrição.

Anúncios

CALL: Acolhimento da 9ª Conferência Luso Brasileira de Acesso Aberto

Período de manifestações de interesse e candidaturas

Informam-se todas as instituições do sistema científico e de ensino superior nacional que se encontra aberto o período para apresentação de candidaturas para acolhimento da 9ª Conferência Luso Brasileira de Acesso Aberto.

As conferências Luso Brasileiras de acesso aberto surgiram na sequência do Memorando de Entendimento assinado entre os Ministros da Ciência e Tecnologia de Portugal e do Brasil em outubro de 2009. A primeira foi organizada em 2010 pela Universidade do Minho e a oitava irá realizar-se-á de 4 a 6 de outubro de 2017 no Rio de Janeiro, Brasil.

Estas conferências pretendem reunir as comunidades brasileiras e portuguesas que desenvolvem actividades (pesquisa, desenvolvimento, gestão de serviços, definição de políticas, etc.) relacionadas com o acesso aberto e a ciência aberta.

As instituições que estejam interessadas em acolher a 9ª Conferência Luso Brasileira de Acesso Aberto deverão, até ao dia 3 de Julho de 2017, comunicar esse interesse enviando uma mensagem de correio electrónico para o endereço info@rcaap.pt, com os seguintes elementos:

  1.    Nome e breve caracterização da instituição;
  2.    Motivação para acolherem a conferência;
  3.    Composição da comissão organizadora local (2 a 3 elementos) que será responsável por, em articulação com a comissão organizadora permanente portuguesa e brasileira, organizar a conferência;
  4.    Caracterização dos espaços considerando que:
  5. a)    É necessário um auditório com capacidade para cerca de 300 pessoas;
  6. b)    São necessários espaço(s) junto ao local da conferência para afixação dos posters, para a realização de coffee breaks e de almoços, e para o registo dos participantes;
  7. c)    É desejável dispor de outra sala/auditório com capacidade para cerca de 100 pessoas (para o caso de ser necessário realizar sessões paralelas);
  8. d)    É desejável dispor de 1 ou 2 salas pré/pós evento, com capacidade para entre 50 e 100 pessoas, para eventuais tutoriais/oficinas conferência;
  9.   Caracterização dos serviços de áudio e vídeo indicando não apenas as principais características do equipamento disponível em cada um dos espaços como também os potenciais recursos para os operarem;
  10.   Confirmação da disponibilidade em assegurar as actividades de logística considerando que é necessário tratar dos aspectos relacionados com as inscrições e coffee-breaks de todos os participantes; o alojamento, viagens e refeições dos convidados; o merchandising (pastas/mochilas, pendurantes/crachats e eventualmente outros materiais) e ainda materiais de promoção, divulgação e sinalética bem como a relação com potenciais patrocinadores;
  11.    Custos a suportar pela FCT|FCCN. Considerando uma estimativa global dos custos totais do evento (viagens e alojamento de convidados, merchandising e materiais de promoção, coffee-breaks, refeições dos membros da comissão organizadora, científica e convidados, etc.), a existência de eventuais patrocínios e de suporte financeiro da própria instituição, quais os custos que teriam de ser suportados pela FCCN.

A FCT|FCCN assegurará a disponibilização e a gestão da plataforma de gestão da conferência.

8ª ConfOA: 4, 5 e 6 de outubro de 2017

confoa2017_2A 8ª edição da Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto, nos próximos dias 4, 5 e 6 de outubro de 2017 irá realizar-se na Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, Brasil.

Dando continuidade ao êxito das edições anteriores, o evento será organizado em parceria, pelos Serviços de Documentação da Universidade do Minho (SDUM), pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) e pela Instituição que acolhe o evento. Em 2017 será a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

A ConfOA, com realização alternada entre Portugal e Brasil, tem como objetivo reunir as comunidades portuguesa e brasileira, que desenvolvem atividades de investigação, desenvolvimento, gestão de serviços e definição de políticas relacionadas com o Acesso Aberto ao conhecimento e com a Ciência Aberta, com o propósito de promover a partilha, discussão e divulgação de conhecimentos, práticas e investigação sobres estas temáticas, em todas as suas dimensões e perspetivas.

Durante o mês de janeiro serão divulgados os formatos, as modalidades e o período em que os trabalhos poderão ser submetidos.

ConfOA 2016: apresentações e vídeos já disponíveis

logo_confoa_se_viseu_dataEncontram-se já disponíveis as apresentações e os vídeos da 7ª Conferência Luso – Brasileira de Acesso Aberto, evento que se realizou no Instituto Politécnico de Viseu, em parceria com a FCCN, os Serviços de Documentação da Universidade do Minho e o IBICT, nos dias 2, 3 e 4 de novembro de 2016.

À semelhança do que tem vindo a acontecer, também a edição deste ano superou as expectativas quer ao nível de participantes inscritos (232), quer ao nível de apresentações realizadas: mais de 10 Comunicações, mais de 15 Pecha Kuchas e mais de 25 Pósteres.

A 7ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto reuniu as comunidades portuguesa e brasileira que desenvolvem atividades de investigação, desenvolvimento, gestão de serviços e definição de políticas, relacionadas com o acesso aberto ao conhecimento, através de repositórios e de revistas de acesso livre.

A próxima ConfOA terá lugar na Fiocruz – Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, Brasil, nos dias 4, 5 e 6 de outubro de 2017.

7ª Confoa: 31 de outubro, 1 e 2 de novembro de 2016

Em 2016 a 7ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto irá realizar-se no Instituto Politécnico de Viseu, nos dias 1 e 2 de novembro. O evento será antecedido por workshops pré-conferência no dia 31 de outubro.

Durante o mês de janeiro serão divulgados os formatos, as modalidades e o período em que os trabalhos poderão ser submetidos.confoa_facebook.fw Desde a realização da primeira conferência em 2010 que o evento é organizado em parceria pelos Serviços de Documentação da Universidade do Minho (SDUM), pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) e pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT).

Esta conferência decorre na sequência do Memorando de Entendimento assinado entre os ministros de ciência de Portugal e do Brasil em outubro de 2009, e dá continuidade às Conferências sobre o Acesso Livre ao Conhecimento, organizadas pela Universidade do Minho em 2005, 2006, 2008, as duas últimas já no âmbito do projeto RCAAP (Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal).

A Conferência pretende reunir as comunidades brasileiras e portuguesas que desempenham atividades (pesquisa, desenvolvimento, gestão de serviços, definição de políticas, etc.) relacionadas com o Acesso Aberto ao conhecimento científico.

1ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto

Realizou-se nos passados dias 25 e 26 de Novembro, na Universidade do Minho, a 1.ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto, organizada conjuntamente pelos Serviços de Documentação da Universidade do Minho, pela Fundação para Computação Científica Nacional (FCCN), no âmbito do Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (RCAAP), e pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT ).

A 1.ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto reuniu cerca de 180 participantes, dos quais 25 foram provenientes do Brasil, tendo oferecido uma panorâmica actualizada e alargada da situação do acesso aberto nos dois países, quer através de um conjunto de apresentações sobre algumas das principais iniciativas que decorrem em Portugal e no Brasil, quer através das 8 comunicações e 14 posters seleccionadas pela Comissão Científica, entre as quase 40 propostas apresentadas.

Esta conferência decorreu na sequência do Memorando de Entendimento assinado entre os ministros de ciência de Portugal e do Brasil em Outubro de 2009, e dá continuidade às Conferências sobre o Acesso Livre ao Conhecimento, organizadas pela Universidade do Minho em 2005, 2006, 2008, as duas últimas já no âmbito do projecto Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (RCAAP).

A conferência serviu também para apresentar e proceder ao lançamento da integração entre os portais portugueses (RCAAP – www.rcaap.pt) e brasileiro (OASIS.br). A nova versão do portal RCAAP, apresentada na conferência, já integra os conteúdos dos repositórios brasileiros, permitindo a pesquisa conjunta de mais de 130.000 documentos científicos e académicos em acesso aberto (cerca de 50.000 de Portugal e mais de 80.000 do Brasil). A nova versão do portal OASIS.br, com integração da pesquisa nos repositórios portugueses agregados pelo portal RCAAP, foi também apresentada, mas não se encontra ainda em produção.

Foi igualmente apresentado o Directório Luso-Brasileiro de repositórios e revistas de acesso aberto, que pretende referenciar todos os repositórios e todas as revistas de acesso aberto de cada um dos países, funcionando com duas instâncias (uma no Brasil e outra em Portugal), que se sincronizam e actualizam diariamente.

Finalmente, foi anunciada a realização da 2ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto no mês de Novembro de 2011 (em data ainda a designar), na cidade do Rio de Janeiro, Brasil.

Vídeos da 4ª Conferência Open Access

Estão disponíveis os vídeos das sessões da 4ª Conferência Open Access realizada na Universidade do Minho nos dias 26 e 27 de Novembro de 2009. Estes vídeos têm a particularidade de permitir a visualização sincronizada do vídeo e da apresentação.

Visualizar a 1ª Parte

– Intervenção do Presidente da UMIC, Agência para a Sociedade do Conhecimento, Prof. Doutor Luís Magalhães

Ricardo Saraiva – O Open Access em Portugal: apresentação de estudo de estado da arte

Gary Hall – Open Access, Open Books, Open Humanities

.

Visualizar a 2ª Parte

Cameron Neylon – Science in the Open: What can be done? What should be done? And were might it lead?

Robin Rice – Open Data and Institutional Repositories

.

Visualizar a 3ª Parte

Carlos Morais Pires – Enabling e-Science through Scientific Data e-Infrastructures: overview of European Capacities Programme activites

Alicia Lopez Medina – Confederation of Open Access Repositories

Alma Swan – Bringing things together for Open Access: how are we doing?

Bruno Neves – Estudo Geral da Universidade de Coimbra

Dulce Correia e Rosa Marcos – IC-online – Repositório Institucional de Informação Científica do Instituto Politécnico de Leiria

Lígia Ribeiro e Eugénia Matos Fernandes – Repositório Aberto da Universidade do Porto

.
Visualizar a 4ª Parte

– João Moreira – Balanço do projecto RCAAP

Eloy Rodrigues – Kit de Políticas Open Access

José Carvalho – Portal RCAAP: nova versão

.

Além desta informação, podem encontrar algumas fotos do evento no Flickr: http://www.flickr.com/photos/tags/confoa09/

e as respectivas apresentações dos oradores no website da conferência: http://confoa09.sdum.uminho.pt/programa.htm