Pesquisar

Blog RCAAP

Repositórios Científicos de Acesso Aberto de Portugal

Resultados da pesquisa

"DSPace 7"

DSpace 7.1. já se encontra disponível

No passado dia 11 de novembro, a LYRASIS anunciou a disponibilização da versão DSpace 7.1.
Com lançamento da versão 7.0 no início de agosto, a comunidade DSpace assegura atualizações para novas funcionalidades, segurança e correções de erros.

Esta versão 7.1. tem como objetivo resolver prioridades de nível 1, para além de incorporar contributos e melhorias identificadas pela comunidade.

As novas e melhoradas características, são:

Foram melhorados outros aspetos técnicos, tais como:

Melhorias nos idiomas disponibilizados:

  • o suporte da interface do utilizador em alemão foi atualizado;
  • adicionado o idioma espanhol à interface do utilizador.

Contribuíram para estas correções e melhorias 27 pessoas, sendo as principais contribuições provenientes da 4Science, Atmire e FCT/RCAAP.

Poderá visualizar aqui a lista completa das alterações e contribuições desta versão ou consultar outros artigos sobre o DSpace em: https://blog.rcaap.pt/?s=DSPace+7

Relembramos que a atualização para uma versão estabilizada do DSpace, no contexto SARI – Serviço de Alojamento de Repositórios Institucionais, no qual o Repositório Comum se integra, disponibilizado pelo Projeto RCAAP, será realizada pela Equipa RCAAP. A restante Comunidade terá de assumir a responsabilidade de atualização, caso considerem oportuno.

A versão 7.1. do DSpace encontra-se disponível para descarregar aqui.

DSpace 7.0 já se encontra disponível! Uma realidade cada vez mais perto no contexto SARI

O tão esperado e aguardado DSpace 7.0 já se encontra disponível! O anúncio é feito pela LYRASIS.

Este lançamento disponibiliza uma interface de utilizador (UI) (Angular) totalmente nova, que pretende reunir o melhor dos mundos JSPUI e XMLUI.

Todas as funcionalidades nesta versão do DSpace são reimaginadas e reimplantadas. Esta nova UI é também apoiada por uma nova REST API, que abre todos os dados e funcionalidades para a web, permitindo ao DSpace integrar ou interagir com sistemas/serviços externos como nunca antes.

Kristi Park, DSpace Governance Chair and Texas Digital Library Executive Director diz que o “DSpace 7.0, a maior versão da nossa história com mais de 1 milhão de linhas de código DSpace alteradas, é superior às últimas 4 grandes versões combinadas. Apesar da pandemia global, aceleramos o nosso desenvolvimento, disponibilizando um total de 5 lançamentos Beta, culminando numa prova comunitária Testathon. Este lançamento é o resultado da dedicação, determinação e empenho da nossa comunidade que continuamente alimenta o programa DSpace”.

O DSpace 7.0 foi desenvolvido cooperativamente por mais de 60 participantes, liderados pela LYRASIS, Atmire e 4Science. Esta versão tem contado com uma participação ativa da equipa do Projeto RCAAP no seu desenvolvimento.

O DSPace 7 é uma realidade cada vez mais perto no contexto SARI – Serviço de Alojamento de Repositórios Institucionais, no qual o Repositório Comum se integra, disponibilizado pelo Projeto RCAAP. O update será realizada pela Equipa RCAAP. Para a restante Comunidade, terão de ser as próprias Instituições a realizar o upgrade, caso considerem oportuno.

O que apresenta de novo o Dspace 7.0?

  • Uma nova UI baseada em Angular (para substituir XMLUI e JSPUI). O objetivo da nova UI é implementar todas as principais funcionalidades, tanto do XMLUI como do JSPUI numa única e  moderna UI.
  • Uma nova e completa REST API (utilizando as melhores práticas REST modernas). O objetivo da nova REST API é implementar uma arquitetura moderna, segura, independente e expansível.
  • Submissões, fluxos de trabalho e Área pessoal foram redesenhadas, bem como uma nova página inicial com uma interface de arrastar e largar.
  • Um novo modelo de objetos de Entidades Configuráveis, que permite a criação de novos “tipos” de Itens, e o armazenamento de relações entre Itens. Esta característica permite uma integração mais estreita com sistemas de identificação externos (por exemplo, ORCID), sistemas de informação de pesquisa atuais (CRIS), sistemas de publicação de revistas, etc.

Esta versão disponibiliza as funcionalidades que se consideram mais utilizadas, pelo que haverá outras que foram adiadas para versões 7.x posteriores.

Documentação para consulta:

Testathon DSpace 7

O novo DSpace 7 está prestes a chegar! Mas antes disso é necessário garantir que tudo funciona!

Está a decorrer até ao próximo dia 7 de maio um teste alargado às funcionalidades do DSpace 7 – beta 5 onde todos podem participar!

Após a correção dos bugs identificados nesta fase será gerada a versão de produção do DSpace 7.

Para conhecer melhor o processo de testes, veja este vídeo:

Poderá usar a instância disponível para testes em: https://demo7.dspace.org/ ou então instalar localmente o seu DSpace 7 para testar!

Poderá ainda usar o plano de testes do DSpace 7 para efetuar testes no seu próprio repositório antes de passar a produção!

Mais informações em: https://bit.ly/3u5CwMC

DSpace 7.0 Beta 3, já disponível

O DSpace, através do Leadership Group, dos contribuidores e da LYRASIS anunciam que a versão Beta 3 do DSpace 7.0 já está disponível para download e teste.

A Beta 3 é o terceiro lançamento Beta agendado, fornecido para feedback da comunidade e para introduzir as novas funcionalidades da versão 7.0. Dado tratar-se de um lançamento Beta, é totalmente desaconselhada a instalação desta versão em produção.

Ao invés disso, poderá ser instalada em ambiente de teste para exploração. Quaisquer problemas ou bugs podem ser relatados no GitHub (problemas UI, Backend/API issues).

O DSpace 7.0 Beta 3 pode ser implementado para testes públicos num site de demonstração e pode ser instalado manualmente ou através de uma “instalação rápida” do Docker.  As instruções estão disponíveis aqui.

Para saber mais poderão visualizar os seguintes vídeos:

Gravações de uma série de apresentações e workshops sobre esta temática estão disponíveis através dos seguintes links: 

Podem ainda consultar a documentação e edições iniciais que estão a ser preparadas como documentação oficial relativa ao Dspace 7.

Em breve:

  • Beta 4: Lançamento Beta com foco em melhorias de SEO, melhorias nos temas, relatórios estatísticos baseados em Solr e melhoramento do alinhamento do GDPR;
  • Beta 5: Lançamento Beta opcional para resolver quaisquer bugs ou problemas encontrados em Betas anteriores, ou completar quaisquer características incompletas.
  • 7.0 Lançamento Final: A versão final, pronta para produção da 7.0 será lançada assim que todos os Betas acima tiverem sido completados e quaisquer erros importantes pendentes tiverem sido resolvidos. Estimativa aproximada: 1-2 meses após o último Beta.

Mais informações e as últimas alterações podem ser encontradas nos Objectivos de Lançamento do DSpace 7.

Como nota final, indicamos que os Repositórios Institucionais integrados no Serviço de Alojamento de Repositórios Institucionais (SARI) disponibilizado pelo Projeto RCAAP, no qual o Repositório Comum se integra, o update para a versão 7 será realizada pela Equipa RCAAP.

Para a restante Comunidade, terão de ser as próprias Instituições a realizar o upgrade.

Consultem os links que perspectivam o que será a realidade do DSpace 7!!!

O DSpace 7 está aí…

Foi lançada oficialmente a versão Preview do DSpace 7 e trata-se apenas de uma versão demonstração do DSpace 7 que tem o seu lançamento final previsto para o final de 2019.

O DSpace 7 assenta no modelo de dados da versão anterior (DSpace 6) e apresenta-se com uma nova interface para o utilizador, baseada nas mais recentes tecnologias de experiência com o utilizador (mais concretamente através do uso da framework Angular), e com uma interface RESTful feita de raíz com o propósito de poder ser possível interagir com toda a aplicação DSpace (desde a pesquisa até ao depósito) de uma forma remota. De uma modo geral, as grandes novidades desta versão são:

  • Nova interface Angular, moderno, responsivo, adaptando-se perfeitamente aos vários tipos de dispositivos, incluindo os móveis (telemóveis, tablets,…);
  • Uma interface REST redesenhada (a anterior entrará em processo de descontinuação e deixará de estar presente na versão DSpace 8);
  • Novo sistema de processo de aprovação e depósito, que permite Drag&Drop de ficheiros e extração automática (com recurso a Inteligência Artificial) de metadados presentes em PDFs;
  • Nova funcionalidade que possibilita a gestão e configuração de Entidades (Pessoas, Projetos, Organizações) que permitirá o DSpace tornar-se compatível com as Guidelines OpenAIRE 4.

Informações mais detalhadas sobre esta versão consulte aqui: https://duraspace.org/available-now-dspace-7-preview-release/

Esta versão tem contado com uma participação ativa da equipa do Projeto RCAAP no seu desenvolvimento e apelamos à nossa comunidade RCAAP que experimente, teste e que nos dê o feedback para que seja melhorada até ao lançamento da versão final.

Post escrito por: Paulo Graça – Eng. Técnico do Projeto RCAAP

DSpace disponibiliza relatório anual 20/21

Foi disponibilizado recentemente o relatório anual 20/21 (1 de Julho de 2020 – 30 de Junho de 2021) do DSpace, com particular destaque para os desenvolvimentos e implementações do DSpace 7.

No último ano, a comunidade constituída cooperativamente por mais de 60 participantes, liderada pela LYRASIS, Atmire e 4Science realizou vários lançamentos Beta do DSpace 7 que levou à versão oficial do DSpace 7.1. Esta última versão foi lançada no inicío do mês de novembro.

Recordamos que o DSpace é um software de código aberto utilizado para a criação de repositórios de Acesso Aberto centrado no armazenamento a longo prazo, acesso e preservação de conteúdos digitais. Com uma história de 19 anos e com um forte apoio dos membros e participação ativa de organizações localizadas em todo o mundo.

O desenvolvimento do DSpace é impulsionado pela sua comunidade global. Representantes de organizações membros planeiam, implementam, desenvolvem e sustentam o DSpace com contributos de grupos comunitários como o Grupo Director DSpace, Grupo de Liderança DSpace, DSpace Committers, DSpace Community Advisory Team (DCAT), DSpace Marketing Stakeholder Group e DSpace Ambassador Programme.

A Comunidade DSpace é a maior comunidade de repositório de código aberto a nível mundial. Lê-se no relatório que existem 3051 instâncias registadas, ou seja, um aumento de 4% em relação ao ano passado. É possível que haja muitas mais instâncias DSpace em funcionamento que não tenham sido registadas.
O registo encontra-se disponível em: registry.duraspace.org/registry/dspace

Os membros do DSpace são parceiros activos dentro da comunidade que se disponibilizam a liderar, desenvolver, documentar, contribuir e investir de forma a garantir a sustentabilidade e o avanço contínuo do programa DSpace. Entre 2020 e 30 de Junho de 2021, o DSpace ganhou 4 membros:

Isto eleva o número total de membros do DSpace para 93.
A lista completa dos membros que apoiam o DSpace, encontra-se disponível aqui.

Neste último ano, o grupo de trabalho do DSpace 7 fez progressos bastante consistentes. Os desenvolvimentos do DSpace têm sido assegurados pelos membros Atmire, 4Science e FCT/RCAAP.

Para saber mais poderá consultar um artigo anteriormente publicado aqui no Blog ou no próprio relatório.

Mais detalhes outras informações, aceda a: https://duraspace.org/dspace/

Este artigo foi redigido com base no relatório do DSpace “Annual Report FY2020-21

DSpace disponibiliza relatório anual 19/20

Foi disponibilizado recentemente o relatório anual 19/20 do DSpace, dando conta da relação de 18 anos com a Comunidade, estatísticas relevantes da sua atividade, alteração organizacional derivada da fusão da DuraSpace com a LYRASIS, identificação dos membros e parceiros da Comunidade DSpace e uma visão geral técnica sobre os progressos da versão 7.

Recordamos que o DSpace é um software de código aberto utilizado para a criação de repositórios de Acesso Aberto centrado no armazenamento a longo prazo, acesso e preservação de conteúdos digitais. Com uma história de 18 anos e com um forte apoio dos membros e participação ativa de organizações localizadas em todo o mundo.

Nos últimos 18 meses, foram feitos progressos no desenvolvimento e lançamento do DSpace 7, que se encontra agora em Beta (DSpace 7.0 Beta 3). Construir e sustentar uma Comunidade forte é um objetivo estrutural para o DSpace Program, tendo por base representantes de organizações membro que planeiam, implementam, desenvolvem e sustentam o software com contributos de diversos grupos de trabalho.

A DuraSpace e a LYRASIS fundiram-se em julho de 2019, sendo agora a LYRASIS a “casa mãe” do DSpace. A partir dessa data os membros do DSpace aumentaram 50% face aos anteriores números divulgados. A lista dos membros que apoiam o DSpace pode ser consultada aqui.

Entre julho de 2019 e junho de 2020, o grupo de trabalho do DSpace 7 fez progressos bastante consistentes. Os desenvolvimentos do DSpace têm sido assegurados pelos membros Atmire, 4Science e FCT/RCAAP.

Para saber mais poderá consultar um artigo anteriormente publicado aqui no Blog ou no próprio relatório.

Mais detalhes outras informações, aceda a: https://duraspace.org/dspace/

Este artigo foi redigido com base no relatório do DSpace “Annual Report FY2019-20

Guidelines OpenAIRE para Repositórios de Literatura Científica e Académica v4.0. Tudo o que importa saber

As guidelines têm como principal objetivo orientar os Repositórios de Literatura Científica e Académica a expor ao OpenAIRE as publicações em acesso aberto, acesso restrito e acesso embargado, bem como informações alusivas a financiamentos, quando aplicável.

Estas orientações foram desenvolvidas ao longo do tempo, estando nesta fase estáveis e alinhadas com a nova Política de Aquisição de Conteúdo do OpenAIRE.

O que é que as guidelines 4.0 vieram trazer de novo?

  • Um perfil e esquema de aplicação baseados no Dublin Core e no DataCite, incluindo um novo prefixo OAI “oai_openaire”, que não requer um OAI-set específico;
  • Suporta vários esquemas de identificadores para autores, organizações, financiadores e trabalhos académicos relacionados;
  • Introduz vocabulários controlados definidos pelo COAR (Confederação de Repositórios de Acesso Aberto), para os tipos de documentos, acesso e versionamento de documentos;
  • Conformidade com a política de agregação de conteúdos do OpenAIRE.

Impacto na “vida” de um repositório institucional

A implementação das guidelines do OpenAIRE permitiu que os autores cumprissem com os requisitos do Acesso Aberto da UE e, eventualmente, com os requisitos de outros financiadores nacionais ou internacionais. Por outro lado, decorrente desta integração, também é possível realizar trabalho de curadoria de metadados utilizando os serviços fornecidos pelo Portal OpenAIRE, nomeadamente o OpenAIRE Catch-all Notification Broker Service.

Guidelines OpenAIRE 4.0 no RCAAP

  • Implementado

– Criação de formulários de depósito adaptados ao contexto nacional que serão implementados gradualmente nos repositórios

– Exposição da informação no formato oai_openaire no OAI-PMH dos repositórios SARI

– Alterações no Portal RCAAP para agregar o esquema de metadados OpenAIRE;

  • Em fase de implementação de melhorias

– Alinhamento e definição de mapeamentos com o CIÊNCIAVITAE;

– Submissão para Repositórios a partir do CIÊNCIAVITAE;

  • Em curso

– Participação no Working Group Dspace 7 para inclusão nativa das diretrizes OpenAIRE 4.

Novidades nos SARIs: Transformação do prefixo dos projetos em campos distintos

  • Formulário de Depósito (autores)

– Introdução de ID’s de autores

– Implementação de taxonomias COAR

Estas taxonomias incluem novos tipos de documento com estrutura hierárquica, uma taxonomia para diversas versões de documentos e alterações nos tipos de acesso aos trabalhos.

  • Apresentação do esquema oai_openaire no OAI-PMH

Onde saber mais?

Veja ou reveja o webinar sobre estas guidelines e o texto completo das mesmas.

Trabalho Futuro

Serão delineadas novas condições de agregação para o Portal RCAAP, documentação de apoio sobre as alterações e respetivos mapeamentos de informação assim como informação técnica para implementação das diretrizes no contexto de repositórios com a plataforma DSpace.

OpenDOAR – actualize o seu repositório!

Na Semana Internacional do Acesso Aberto, o JISC e a COAR (Confederation of Open Access Repositories) – juntamente com as redes regionais LA Referencia (América Latina), LIBSENSE (África) e OpenAIRE  (Europa) – apelam a que todos os Gestores de repositórios atualizem os registos no OpenDOAR.

O que é o OpenDOAR?
Trata-se de um diretório de repositórios de Acesso Livre. Aloja repositórios que disponibilizam Acesso Livre e gratuito aos resultados e recursos académicos. Tendo por base as estatísticas que a plataforma disponibiliza, em outubro de 2021 são 5754 o número total de repositórios registados, lista liderada pelos Estados Unidos da América, com 913 registos. Portugal surge na 23ª posição com 60 registos. Ainda de acordo com os dados que disponibilizam, a plataforma de Software mais utilizada é o DSpace (39%), seguida do EPrints (11%). Em termos de conteúdo os artigos de revistas são os mais disponibilizados (4035), seguido de teses e dissertações (3328).

Atualizar o repositório é importante? Sim!
Proporciona visibilidade aos repositórios, aos autores e, por inerência, às instituições.

Para mais informações sobre como atualizar os registos sugerimos a consulta da informação disponibilizada em: https://www.coar-repositories.org/news-updates/a-global-call-for-opendoar-updates/

Repositories are important infrastructure for open science. They advance equity and diversity in scholarly communications because they are localized and can respond to different users’ needs. They also exemplify the key role institutions play in preserving, curating, and making accessible content that would otherwise be unavailable to the world. A comprehensive and accurate directory of repositories is critical for demonstrating the breadth of the global repository network and to enable the adoption of value added services for repositories.
Kathleen Shearer - Executive Director COAR

Dia do Pai

O Projeto RCAAP celebra o Dia do Pai. Dia de celebrar e homenagear aquele que nos deu vida.

À semelhança de anos passados, o portal RCAAP suger a consulta de alguns registos exemplificativos:

“Pai, como eras quando eras como eu?”: o confronto…

Envolvimento paterno e organização dos comportamentos…

“Ser pai…” o que trago, o que levo e quanto sou capaz…

Vivências da paternidade

Ser pai: Transformações intergeracionais na paternidade

Cinco exemplos de muitos mais que há para descobrir!

Neste dia que em Portugal é dedicado ao Dia do Pai e que este ano coincide novamente com um período de afastamento e isolamento social, o Projeto RCAAP propõe o afeto virtual e sugere que toda a Comunidade partilhe com Ele (o Pai) tudo o que o Portal RCAAP agrega sobre a temática.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑